Pular para o conteúdo

Você sabe como surgiu o transporte público e por quais transformações ele passou?

Escrito por


O transporte público sofreu muitas modificações 

O transporte público já foi um meio de transporte exclusivo dos nobres e era puxado por cavalos. Você sabia disso?

O primeiro registro de um ônibus foi em 1661, quando Paschal teve a ideia do veículo. Um duque sugeriu ao Rei Luiz XIV a concessão para explorar carruagens públicas que iriam circular em Paris, com itinerário, tarifas e horários preestabelecidos.

As carroças eram chamadas de “carroces à cinc sous”, e tinham lugar para oito passageiros, além do cocheiro e seu ajudante. Mas após alguns anos, o tipo de transporte foi abandonado.

Transporte público: As diversas mudanças que ele sofreu
Foto: Biblioteca Nacional da Irlanda

Após 200 anos, um comerciante francês dono de uma casa de banhos em Nantes, na França, resolveu facilitar o transporte dos seus fregueses do centro da cidade até o local do estabelecimento. O ponto final do transporte ficava em uma praça onde havia uma loja de um chapeleiro, chamado Omnes.

Naquele tempo, as casas não possuíam números, então o Senhor Omnes fez um trocadilho usando seu nome. O lema era “Omnes Omnibus”, que significava “Omnes para todos”. Com o tempo, os passageiros do transporte começaram a usar o termo “omnibus” para determiná-los.

O dono da casa de banho percebeu que muitas pessoas usavam o veículo como um transporte normal e não para frequentar a casa de banhos. Foi então que ele pediu uma autorização para implantar um serviço de transporte público, fazendo Nantes a primeira cidade do mundo a ter o serviço com o nome de “omnibus”, ainda puxado por cavalos.Transporte público: As diversas mudanças que ele sofreu

 

O uso do transporte público no Brasil

No Brasil, o primeiro serviço de transporte de pessoas foi em 1817, no Rio de Janeiro. Segundo a Revista Ônibus, D. João VI concedeu a Sebastião Fábregas, que era sargento-mor da Guarda Real e barbeiro do Rei, a exploração de duas linhas de transporte de pessoas. A diligência de quatro rodas era puxada por cavalos e mulas.

Após 20 anos, foi fundada a Companhia de Omnibus. O negócio deu tão certo que apareceram concorrentes.

No começo do século 20, o Brasil teve o primeiro serviço de ônibus a gasolina e apenas em 1917, o meio de transporte passou a ser elétrico. Já em 1940, os ônibus GMC, também conhecidos como “de alumínio” começavam a conquistar o mercado. No fim da década de 1950, a indústria brasileira automotiva passou a produzir seus próprios modelos.

Transporte público: As diversas mudanças que ele sofreu

No ano de 1956, um modelo chamou atenção: o papa-fila. Aqui no Brasil, eles apareceram primeiro em São Paulo. O veículo era construído com cavalo-mecânico e reboque para 120 passageiros, sendo 55 sentados.Transporte público: As diversas mudanças que ele sofreu

 

Parecidos com os modelos de hoje, o modelo monobloco ficou popular. O mais famoso deles foi o O362, produzido de 1972 a 1978.

Andando por cidades maiores, como São Paulo, você vai encontrar o modelo de ônibus articulado, com sanfonas. Mas sabia que ele foi criado em 1980? As empresas resolveram produzir esse veículo, pois houve um considerável aumento da população da área urbana e o crescimento das cidades.Transporte público: As diversas mudanças que ele sofreu

 

Atualmente é bem melhor

Hoje, os ônibus possuem sistema de bilhetagem eletrônica, proporcionando agilidade aos processos operacionais e administrativos das empresas e além da praticidade e segurança para o usuário do transporte. Esse sistema, por exemplo, foi implantado na empresa Ansal de Juiz de Fora entre 2007 e 2008.Transporte público: As diversas mudanças que ele sofreu

Também na Ansal, foi implantado em 2014 o sistema de monitoramento online de toda frota. Dessa forma, o usuário possui acesso, em tempo real, à localização e ao tempo de espera dos ônibus. Esse monitoramento facilita a rotina de quem depende do transporte público, proporcionando mais comodidade e claro, mais planejamento de horário.

Transporte público: As diversas mudanças que ele sofreu
Aplicativo CittaMobi para monitoramento dos ônibus em tempo real

Ainda falando em tecnologia, a Ansal recebeu o Prêmio FETRAM de Qualidade do Ar em 2018. O prêmio faz parte do programa Despoluir, que mede o nível de emissão de fumaça dos veículos. Para uma empresa ter esse destaque, é preciso ter 100% de aprovação em todas as inspeções.

E o melhor dos ônibus atualmente? Sinal de Wi-Fi dentro dos veículos. Bem melhor que antigamente, né?!

 

Você sabe o que é um Busólogo? Conheça as profissões envolvidas no transporte urbano

Por: Ombrelo